X

Fale Conosco:

Aguarde, enviando contato!

5 dicas de como economizar em Londres

Viagem low cost

5 dicas de como economizar em Londres

Viagem low cost
5 dicas de como economizar em Londres
  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter

Um dos destinos de viagem mais procurados do mundo, Londres consegue encantar pessoas do estilo mais alternativo ao mais requintado. Porém, sejamos sinceros, o custo de vida lá não se adequa a tantos bolsos quanto gostaríamos. Mas é claro que isso não deve ser um impeditivo para nós jovens (ou não tão jovens) exploradores. Então acompanhe algumas dicas que podem tornar o dia dia nessa cidade mais acessível.. 

1- Caminhe

Se você não tem nenhuma dificuldade física que te impeça de caminhar, fazer roteiros que contemplem caminhadas é uma excelente alternativa. E sim, isso é possível em Londres. Pesquise antes e tente colocar em sincronia atividades na mesma região. Isso permite um bônus, que é se deparar com lugares não tão conhecidos, mas que não perdem em nada no charme. 

5 dicas de como economizar em Londres

2- Adapte sua alimentação

Nós brasileiros somos bem acostumados com refeições servidas (café da manhã, almoço, jantar). Pois bem, não só os tipos de alimentos são diferentes lá, os costumes também. Começamos pelo café da manhã britânico, que é composto por linguiçinha, ovo frito, tomate quente, e feijão (e não, não é o nosso feijão, é um feijão em molho adocicado). Quem é que almoça depois de um café desse? Mas claro, isso não quer dizer que todo inglês realmente tome esse café né gente, assim como muitos de nós não comemos arroz e feijão todos os dias. Porém não espere encontrar aquele pãozinho francês com frios em qualquer lugar. Opte por ovos, pão de forma, e deite e role nos queijos, são baratos e deliciosos. 

Pois então, com o ritmo de vida acelerado, de uma grande metrópole, é muito padrão as pessoas levarem viandas ou comprar “lanches”. As redes de supermercado de lá (Tesco, Sainsbury's, Iceland) já costumam ter o setor de comidas do dia, que são porções para uma pessoa. Tem salada, massa, sanduíche, que vão de 1 a 5 libras. Geralmente tem os combos, 1 porção de algo + um suquinho + uma batatinha (tipo Ruffles pequeninha). Ou então, em qualquer café ou lancheria, vale o famoso take away (pegue para levar), você compra para comer na rua e assim paga mais barato pela comida. Com isso você já pode entender que sentar em um restaurante para fazer uma refeição à la brasileira, pode ser bem salgado.

Não sinta vergonha de comer na rua, é a coisa mais comum que você verá na Europa. Inclusive, aproveite para sentar em um parque, ou uma praça, e já junte o útil ao agradável. 

Se estiver em uma estadia mais longa, com acesso a cozinha, comprar no supermercado para cozinhar e levar por aí o "homemade" lanche também pode ser uma ótima alternativa de economia. 

Se você não é adepto a alimentação saudável, ou se vai ficar pouquinho tempo mesmo e não tem outra alternativa… temos comida congelada ou pizza por 1 libra no supermercado, o que é uma opção (não a melhor é claro) para quem tem acesso a forno ou microondas. E ainda, para aquela galera que não perde um descontinho, o jornal do metrô geralmente tem tickets de desconto para Mc Donalds, #ficadica. 

Enfim, temos opções para todos os gostos e bolsos, nem sempre os dois estão em sintonia, mas sendo um pouquinho flexível dá-se jeito. 

5 dicas de como economizar em Londres

3- Hospede-se em hostel 

Assim como na grande maioria dos lugares, a hospedagem é o mais caro da viagem. Por mais divulgado e comum que já esteja o hostel, vale ressaltar aqui, pois muita gente ainda se sente insegura com essa opção. Os hosteis tem se proliferado ao redor do mundo e você encontrará diversos tipos deles, dos mais alternativos e baratos aos mais estilosos. Na grande maioria você tem opções de quarto privativo, quarto só para mulheres de 4 camas, quarto só para mulheres de 8 camas, quartos mistos de variados tamanhos. A proposta de fato é você alugar uma cama. 

Alguns tem café da manhã, alguns tem descontos em locais conveniados. O grande barato do hostel é que se você não conhece outros viajantes, você irá conhecer. Vale o objetivo do compartilhamento, se não for de quarto são das áreas comuns. Para mim é isso que diferencia um hostel de um hotel hoje em dia (além do preço é claro). Não é apenas um local para suprir sua necessidade de dormir e descansar, é onde você pode construir vínculos, trocar ideias, ter contato com diferentes culturas. Se você tem bens preciosos, fique tranquilo, certamente terá uma opção de local cadeado para você guardar.

Os viajantes raíz já estão adaptados e sabem que podem economizar ainda mais fazendo trabalho voluntário ou couch surfing, mas claro, estando sempre atento as recomendações dos locais.

5 dicas de como economizar em Londres

4- Ande de ônibus 

Você certamente já ouviu falar da pontualidade britânica correto? Pois eu até hoje me pego pensando se o transporte foi desenvolvido em cima desse aspecto cultural ou se ele existe em decorrência dos excelentes meios de transporte de lá. Mas se você não está indo viver na terra rainha à trabalho, você também não precisa se prender apenas aos meios de locomoção mais eficazes. Estou falando isso porque o metrô de Londres é magnífico, se tu pensa que ele não te leva a todos os lugares, ainda tem o overground (que acessa os outros cantinhos), e no frio então..de fato é a melhor escolha, pois o subterrâneo é mais quentinho. Porém, tudo que tem excelência tem custos, e ele não é dos mais insignificantes.

Eu já dei a dica de andar a pé, mas naquelas situações que for necessário um maior deslocamento o ônibus é uma ótima escolha. Para quem não está acostumado a pegar ônibus é um ótimo momento para quebrar esse paradigma: primeiro, porque é um ônibus vermelho de dois andares super cool; segundo, a grande maioria das paradas tem letreiro dizendo a ordem de chegada do ônibus e quantos minutos ele vai demorar; terceiro, o nome de todas as paradas é informado no letreiro dentro do ônibus (você não precisa saber a rota); quarto, os aplicativos (citymapper, google maps) te levam direitinho até a parada em que passará o próximo ônibus para seu destino, quanto tempo vai levar, valor, e quantas paradas existem até lá (já com o nome para você ir acompanhando no letreiro); quinto, e não menos importante, de ônibus você consegue ver a rua e se localizar melhor pela cidade, coisa que o metrô não proporciona. Ou seja, não há desculpas para não utilizá-los. 

Hoje em dia os ônibus não aceitam pagamento em dinheiro. Você precisa adquirir um cartão de transporte chamado Oyster (você pode comprar em qualquer estação de metrô) e carregar um valor nele, a ser debitado logo que entra no ônibus. Ou você pode usar cartão que tenha aqueles pagamentos por aproximação (sim, primeiro mundo eles só usam isso agora)

E caso você esteja acompanhado de um grupo, o Uber também pode ser uma opção em conta para curtas distâncias, lembrando que ao usar o cartão de crédito vem incluídas aquelas taxiiinhas a mais. 

5 dicas de como economizar em Londres

5- Opte por free entrance 

Você pode passar 1 ano em Londres que ainda assim terá alguma programação diferente para fazer, algum novo parque para visitar, uma nova exposição.. então você terá que fazer escolhas, e se o orçamento estiver curto, o que não faltará são opções gratuitas. 

Parques, big ben, troca da guarda, mercados de rua, abbey road, pontes, museus, praças, roof tops. Só aqui eu listei as principais atrações da cidade que não precisa pagar para acessar. 

Se você quiser ver algum show, musical, jogo, ou acessar algum lugar pago, pesquise com antecedência. Tem diversos aplicativos que anunciam valores promocionais, sem contar que comprar com antecedência já pode ser mais em conta. 

Caso você queira estar a par de eventos temporários que ocorrem na cidade, o Time Out é uma revista online que está sempre por dentro do que há de novo com datas e valores atualizados. 

5 dicas de como economizar em Londres 

Acho que é isso minha gente. Com essas 5 dicas você pode ter certeza que Londres é um sonho possível. Deixe a ostentação e o conforto de lado e vá curtir o que de real uma viagem pode te proporcionar de crescimento pessoal e aventura.

Maiores curiosidades?! me escreva ;)

 

Deixe seu comentário aqui:

Orgulhosamente desenvolvido por @renanabraham - WC®3.1.4

Design: My Wishes Gallery.com

2019 - Prô Mundo - Todos os direitos reservados