X

Fale Conosco:

Aguarde, enviando contato!

Mulheres que viajam sozinhas

a capacidade de enfrentar riscos

Mulheres que viajam sozinhas

a capacidade de enfrentar riscos
Mulheres que viajam sozinhas
  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter

Eu me arrisquei hoje. É meu ultimo dia aqui na casa, onde eu passei dois meses e meio dessa quarentena, na Tailândia. Saí para correr, e automaticamente peguei o caminho de sempre. Em certo ponto começou a chuviscar e não me importei, ainda não tinha tomado nenhum banho de chuva por aqui, pensei: porque não?!

Certa altura do caminho me lembrei que a ultima vez que estivera nesse trecho tinha sido em grupo, com os meninos. A trilha era fechada, sem nenhuma movimentação, e eu não tinha avisado ninguém do caminho que faria. Logo em seguida me veio em mente aquelas noticias de mulheres que saíram para correr e não voltaram mais. “Para de pensar besteira Natalia” me corrigi em seguida. No trecho da estrada que me levaria para um lado mais deserto, eu me atrevi a fazer uma rota diferente, achei mais prudente correr pela estrada onde passam carros, afinal já era quase 6 horas e eu poderia pegar a noite.

Mulheres que viajam sozinhas

Direção e distância nunca foram o meu forte. Foi então que me dei conta que o trajeto havia ficados umas duas ou três vezes maior do que eu pretendia correr, e a chuva que viera de mansinho agora caia as pencas. Meu equipamento (celular e fone de ouvido) não são a prova da água. E o medo de correr na rodovia quase sem acostamento começou a bater.

Lá pelas tantas, a água corria morro abaixo de forma tão torrencial que o acostamento ficava coberto. Eu seguia correndo e pisando no fundo das poças, sem ideia se poderia ter algum buraco ou não. Alguns carros pararam para me oferecer carona, eu agradeci e recusei, sabia que em algum momento a entrada para a estrada que me levaria para casa ia chegar, contudo eu teria mais uns 4 quilômetros de subida, e então eu comecei a me perguntar porque eu havia feito isso.

Sou ariana, mas ao contrário do que muitos pensam, agir por impulso não é uma das minhas características. Costumo pensar varias vezes antes de agir, não deixo de fazer as coisas, mas gosto de me preparar. Dessa vez eu não estava nada preparada, com sorte estava me sentindo disposta e com energia para aqueles quilômetros a mais.

O que aconteceu com minha cautela então? Eu estava sozinha, debaixo de chuva, subindo uma ladeira de uma estrada no meio do nada. E de repente eu percebi que desistir não era uma opção, que o medo não havia me paralisado, eu que eu me sentia mais forte e determinada do que nunca. E essa não era a primeira vez que eu me sentia assim, quantas outras vezes já não estive sozinha por lugares remotos desse mundo. Quantos situação já não encarei por ter mesmo que me virar sozinha, e quantas vezes fiz tudo isso com medo, porque o medo nos rodeia, a todo momento.

Nós mulheres nascemos, nos desenvolvemos, e morremos com medo. Por isso temos que ter “coragem”, porque já no primeiro passo estamos rompendo com um sistema que diz que somos mais fracas, que somos inseguras e que precisamos de proteção.

Eu passei mais de dois meses em um lugar que se tornou o meu lar. Onde eu me senti segura em um momento de insegurança mundial. Amanhã eu deixarei esse teto. Amanhã eu pegarei a estrada por mim novamente. Meus passos, meu tempo, minhas decisões.

Foi por isso que me arrisquei hoje. Estou novamente saindo da zona de conforto. Terão desafios surgindo logo em breve e eu precisava só me lembrar do que sou capaz. O medo segue aqui, o tempo todo, mas vou com medo mesmo.

Eu subi todas as ladeiras. A chuva seguiu constante. Quando cheguei “em casa” olhei para essa vista maravilhosa e agradeci. Agradeci pelo período, pela vivência, pelo acolhimento, pelas trocas, pelas oportunidades, pelos risos, pelos choros, pelo amor, pelas amizades. Agradeci por ser hora de ir embora.

Estou exausta. Mas estou pronta.

Mulheres que viajam sozinhas

 

 

Mulheres que viajam sozinhas

Deixe seu comentário aqui:

Orgulhosamente desenvolvido por @renanabraham - WC®3.1.4

Design: My Wishes Gallery.com

2020 - Prô Mundo - Todos os direitos reservados