X

Fale Conosco:

Aguarde, enviando contato!

Quarentena em Koh Samui

A sensação de "ficar em casa"

Quarentena em Koh Samui

A sensação de "ficar em casa"
Quarentena em Koh Samui
  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter

A lua nascera cheia e vermelha, maravilhosa, no imenso mar à nossa frente. Seis viajantes que nunca esperavam estar juntos em um lugar como esse, sentados no chão, boquiabertos, admirando.

Rafa quebra o silêncio para falar de “la luna”. A Lu rebate questionando: “Luna? Mas o que é luna? Porque não é lua [pensativa]. Como é lua em espanhol?” Todos respondem: “Luna”. Ela ri e na sequência pergunta: “E como é sol?” Danni, mais que depressa: “Solo” [Todos já rindo] “E mar?” pergunta ela. “Essa é fácil, Mara” responde o Danni. E todos caem na gargalhada.

O papo na sequência se encaminha para o quanto nos sentimos abençoados em ter encontrado uns aos outros e estar a salvo em um lugar como esse, durante um momento tão difícil. Lembramos dos dias prévios a chegada nessa casa e das possibilidades que tivemos de ter escolhido opções bem ruins.

Assim tem sido nossos dias em uma mansão em Koh Samui, onde vivemos com budget de Hostel. Sim, os humilhados podem ser exaltados.

Quarentena em Koh Samui

Nenhum de nós estava de fato juntos, todos em viagem solo, escrevendo suas histórias pelo mundo. Um viera da Indonésia, outros da Índia, eu do Camboja. O objetivo era se abrigar na Tailândia devido à Pandemia e, nessa busca por proteção e apoio, nos encontramos.

Um grupo de brasileiros desconhecidos indo morar juntos por tempo indeterminado, Big Brother Brasil em cenário de De Férias Com o Ex. O primeiro pensamento, óbvio: “não vai dar certo”.

No primeiro dia democraticamente sorteamos os quartos. Fizemos lista para o supermercado, pensamos cardápios. Dividimos experiências profissionais e concluímos: bora criar uma rotina de atividades. No dia seguinte a planilha já estava compartilhada no Drive e as oito da manhã já estávamos reunidos para a primeira aula de yoga. 

Os dias seguintes foram uma sequência de compartilhamento e colaboração. Um prepara o café, o outro chega e contribui, em seguida alguém lava a louça. O comprometimento com as atividades (e uns com os outros) nos faz cair da cama para nos exercitarmos antes do sol nascer. 

Quarentena em Koh Samui

As habilidades pessoais, a pró atividade, a identificação e admiração mútua foram crescendo com o passar dos dias. Já somos uma grande família.

O que está acontecendo no mundo nos preocupa, sem dúvidas. Por vezes vem a incerteza se podemos estar felizes, e o sentimento de estar tão longe dos familiares pesa bastante. Da vontade de colocar o mundo inteiro aqui dentro dessa casa e desse abraço. Não somos melhores que ninguém, só tivemos sorte.

No segundo seguinte vem a satisfação de estar com a saúde mental equilibrada, e aí que me sinto ainda mais conectada com meu trabalho, e retribuo esse bem estar para quem está comigo, pessoal e profissionalmente. 

Ainda nem chegamos na metade dessa experiência. As informações mudam dia após dia, e não sabemos até quando ficaremos presos aqui. Temos consciência que o mundo está em detox e ansiosos por nos sentirmos pertencentes a ele de novo. Mas, enquanto isso, seguiremos nos desconstruindo e vivendo essa oportunidade que o universo nos deu, de aprender um novo estilo de convivência, dependência e conexão. 

Quarentena em Koh Samui

 

Quarentena em Koh Samui

 

Deixe seu comentário aqui:

Orgulhosamente desenvolvido por @renanabraham - WC®3.1.4

Design: My Wishes Gallery.com

2020 - Prô Mundo - Todos os direitos reservados